Visualmente bonito, ‘A Vida secreta de Walter Mitty’ é um filme de auto-ajuda

a-vida-secreta-de-walter-mitty
A Vida Secreta de Walter Mitty (FOTO: Fox)

A Vida secreta de Walter Mitty (The Secret Life of Walter Mitty, 2013) de Ben Stiller

O filme: a história apresenta Walter Mitty (Ben Stiller), responsável pelo departamento de arquivo e revelação de fotografias da revista Life. Antes de virar um produto digital, cabe a Mitty encontrar o negativo da foto que o lendário fotógrafo e colaborador da Life, Sean O´Connell (Sean Penn), enviou para ser a capa da última edição.

Porque assistir: refilmagem de ‘O Homem de 8 Vidas’ (1947), cheio de efeitos especiais e músicas grudentas. Ben Stiller é meio palhaço, mas carismático. Mas seus personagens secundários é que dão algum respeito ao filme, com boas participações de Kristen Wiig (de Missão Madrinha de Casamento, 2011), como a paixão platônica Cheryl, Shirley McClaine (vencedora do Oscar por Laços de Ternura, 1983) na pele da mamãe Mitty, e, finalmente, Sean Penn (de A Árvore da Vida, 2011) – sempre ótimo, como o fotógrafo que resume o fime em apenas uma frase.

Melhores momentos: o seu protagonista é um homem tímido, que só funciona quase que dentro do seu próprio mundo, e vive aventuras fantásticas enquanto fantasia com a realidade. Como narrativa cinematográfica, sua virada de finalmente fazer e não imaginar faz o filme avançar bem, mas, sem chegar a decolar. E a inserção das canções ajudam em várias sequências.

Pontos fracos: há uma coleção de imagens bonitas esteticamente, mas sem conteúdo. Atravessadas por frases de auto-ajuda como notas de rodapé, ele joga a isca para fisgar o espectador de forma simples, mas sem força suficiente para sobreviver a uma discussão filosófica.

Ben Stiller não esquece sua veia cômica e destoa do drama fantástico de seu personagem ao inserir momentos engraçadinhos. Os piores são a sátira a Benjamin Button e a queda da bicicleta, num tom de comicidade infantil, que poderia até caber em outra comédia sua, mas não aqui.

Na prateleira da sua casa: como diretor, Stiller já assinou a comédia romântica Caindo na Real (1994), a comédia de humor negro O Pentelho (1996), a comédia escrachada Zoolander (2001) e a comédia ácida Trovão Tropical (2008).

“A beleza não clama por atenção” sintetiza o fotógrafo Sean O´Connell (Sean Penn) para Walter Mitty (Ben Stiller), lá pelo terço final da dramédia. Grudar músicas indie, preparar imagens fantásticas no computador e embrulhar como um presente até que soa bonito. No fim, a fita tem seus momentos e até diverte, no entanto ainda é pouco. E Ben Stiller achou que poderia ganhar um Oscar, porém parece que só passou de mais uma aventura de mentirinha na cabeça de Walter Mitty.

Extras
Blu-ray: Cenas excluídas, estendidas e alternativas; Bastidores; Galerias; Clipe musica; Trailer
DVD: Por Trás das Câmeras; Galeria

Termo vetor - segunda versão - DEITADA - 6