“Tucker: O Homem e Seu Sonho” é um dos projetos mais pessoais de Coppola

Tucker: O Homem e seu Sonho (Tucker: The Man and His Dream, 1988) de Francis Ford Coppola

Projeto ambicioso do diretor americano vencedor do Oscar por O Poderoso Chefão I e II, Tucker (1988) só saiu do papel após a entrada de George Lucas no projeto, assinando a produção.

Acompanhamos aqui a história verídica de Preston Tucker (Jeff Bridges), um projetista que inovou a produção de carros em 1940. Seu primeiro emprego foi como office-boy na sede da Cadillac Motor Company, e durante toda a sua vida, Tucker foi um projetista e sempre elaborou planos industriais.

Durante a II Guera Mundial, ele passou a fabricar veículos bélicos, mas com o fim da guerra, em 1945, ele destinou seu dom industrial ao seu grande sonho: construir um automóvel que fosse seguro, rápido, baixo, comprido e com boa aerodinâmica.

E assim surgiu o seu carro, batizado de Tucker Sedan, que era revolucionário para a época: tinha um design atraente, era econômico, confortável e seguro. Mas a história que parecia ser o verdadeiro sonho americano sofre uma reviravolta quando a empresa ameaça o monopólio já estabelecido por outras grandes indústrias do setor, que com a ajuda do governo, realizam um dos maiores boicotes já registrados pela história.

No elenco temos Jeff Bridges, Joan Allen, Martin Landau, Christian Slater, Frederic Forrest, Mako e Elias Koteas. A obra ganhou um Globo de Ouro (Martin Landau, ator coadjuvante) e concorreu a três Oscar (Coadjuvante-Landau, Figurinos e Direção de Arte & Cenários).

Pessoalmente apaixonado pela história real de Tucker, Coppola entrega um drama competente, em um de seus projetos mais pessoais. Historicamente importante, apresenta boas atuações de um elenco qualificado e tem em sua reconstituição de época um dos pontos mais altos da produção. Uma obra que merece constar na prateleira do cinéfilo mais exigente. O filme está disponível em DVD no Brasil pela Classicline.