Crítica: “O Destino de uma Nação” é mais que uma atuação impecável de Gary Oldman

O Destino de uma Nação (Darkest Hour, 2017) de Joe Wright O Reino Unido passa pelo seu pior momento da Segunda Guerra Mundial, e Winston Churchill (Gary Oldman) está prestes a encarar um de seus maiores desafios: tomar posse como Primeiro Ministro da Grã-Bretanha. Ao recriar o conturbado período de…

Crítica: novo “Anna Karenina” é um espetáculo híbrido

Joe Wright é ótimo contador de histórias. Diretor que traduz a aura grandiosa que um romance de época necessita e costuma trabalhar com sua atriz fetiche, Keira Knightley. Orgulho & Preconceito (2005) é uma saborosa versão do clássico livro de Jane Austen, sem romper a barreira do romântico doce ao…