Quem são os brasileiros em Hollywood?

RSCom mais de 20 anos de mercado, Rodrigo Santoro já pode ser considerado um operário padrão de Hollywood. Em seu novo filme, o brasileiro é o vilão de Golpe Duplo (Focus, 2015), novo veículo para o astro Will Smith brilhar ao lado da beldade Margot Robbie. A produção estreia no Brasil nesta quinta-feira (12).

Mas o começo não foi fácil. Em sua estreia em solo americano – As Panteras: Detonando (2003) – entrou mudo e saiu calado. E morto. No mesmo ano mais uma ponta, como o interesse romântico de uma das histórias em Simplesmente Amor (2003). Aí veio o grande sucesso de 300 (2006), o qual foi o vilanesco Xerxes. Participou também da série de sucesso Lost (2004~2010) e da comédia romântica O Que Esperar Quando Você Está Esperando (2012), fazendo par com Jennifer Lopez.

Foi dirigido por grandes nomes como David Mamet (Cinturão Vermelho, 2008), e Steven Soderbergh (Che: O Argentino e Che: A Guerrilha, 2008), interpretou um amor homossexual (O Golpista do Ano, 2009), fez comédia romântica (Recém-Formada, 2009) e filme de guerra (Segredos da Paixão, 2011).

Na produção original da HBO (Hemingway & Gellhorn, 2012) atuou ao lado de Nicole Kidman e Clive Owen, sob a batuta de Philip Kaufman. Dublou a animação Rio (2011) e sua continuação (2, 2014), foi o parceiro latino de Scharzennegger em O Último Desafio (2013) e voltou ao papel de Deus-Rei em 300: A Ascensão do Império (2014).

Mas além de Rodrigo Santoro, vamos relembrar 22 brasileiros que se destacaram em Hollywood e em outras produções internacionais. Segue a lista:

1. Raul Roulien

Raul Roulien – De 1931 a 1937 tem 18 créditos em produções internacionais. O último deles A Caminho do Rio (1947), com Bing Crosby e Bob Hope. O fato curioso e trágico é que sua esposa – atriz e bailarina Tosca Roulier – foi morta atropela na Sunset Boulevard em 1933 por um então jovem John Houston – depois 15 vezes indicado ao Oscar e vencedor de duas estatuetas (melhor diretor e roteiro, O Tesouro de Sierra Madre, 1948).

2. Pelé

Pelé –O melhor jogador de todos os tempos já fez cinema também. Ao lado de Stallone e Michael Caine, estrelou o filme de guerra de John Huston, Fuga para a Vitória (1981). Ao lado do diretor John Huston, atuou também em A Vitória do Mais Fraco (1983). Seu último filme americano foi Hotshots (1985).

3. Sônia Braga

Sônia Braga – Estreou ao lado de Marcelo Mastroianni com a produção internacional Gabriela, Cravo e Canela (1983) de Bruno Barreto; concorreu ao Globo de Ouro de coadjuvante por O Beijo da Mulher Aranha (1985) – que concorreu ao Oscar de melhor filme; e por Luar Sobre o Parador (1988). Para a HBO fez o telefilme Amazônia em Chamas (1994), também indicada ao Globo de Ouro de coadjuvante. Foi dirigida por Robert Redford em Rebelião em Milagro (1988) e com Clint Eastwood em Rookie – Um Profissional do Perigo (1990). Sua última aparição foi na série americana Royal Pains (2009~).

4. Daniel Benzali

Daniel Benzali – O carioca já está nos EUA desde os anos 80. Participou dos pilotos e de temporadas em séries importantes como Lei & Ordem (1986~1994) e NYPD Blue (1993~2005). Como um dos protagonistas da série Murder One (1995~1997), foi indicado ao Globo de Ouro por seu papel em 1995. Faz também episódios de Arquixo X, Jornada nas Estrelas, Californication, Nip/Tuck e Jericho. No cinema tem crédito em 007 na Mira dos Assassinos (1985), Crime na Casa Branca (1997) – ao lado de Wesley Snipes – , Fim da Violência (1997) de Win Wenders e Cinzas da Guerra (2001).

5. Bruno Campos

Bruno Campos – Após estrelar O Qu4trilho (1995), indicado ao Oscar de filme estrangeiro, faz até hoje carreia nos EUA. Já participou das séries Plantão Médico (1994~2009), Royal Pains (2009~), Jesse (1998~2000) e fez sucesso como o Dr. Quentin Costa de Nip/Tuck (2003~2010). Dublou o príncipe na animação da Disney A Princesa e o Sapo (2009), estrelou Crazylove (2005), Dopamina (2003) e a fita para TV Mutação 2 (2001). Seu último trabalho na TV foi uma participação na série The Closer (2005~2012).

6. Murilo Benício

Murilo Benício – Co-protagonizou o fracasso Sabor da Paixão (2000) de Fina Torres, filmado entre Salvador e Los Angeles, com uma ponta de Lázaro Ramos e Wagner Moura. A estrela era Penélope Cruz, mas a vergonha alheia foi total e completa. Benício participou também da produção holandesa-americana Paid (2006).

7. Luciano Szafir

Luciano Szafir – Foi uma das vítimas do trash Nightmare Man – O Homem do Pesadelo (2006). E isso já foi o suficiente para não fazer mais nada.

8. Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro – Após vencer o Urso de Parata em Berlim e ser nomeada ao Oscar por sua atuação estupenda em Central do Brasil (1998), foi convidada pelo diretor Mike Newell para ser a matriarca do protagonista da adaptação de Amor em Tempos de Cólera (2007).

9. Alice Braga

Alice Braga – Chegou chegando ao dividir a tela com Will Smith no sucesso Eu Sou a Lenda (2007). Coincidência ou não tem várias outras sci-fi/suspense em Hollywood (O Resgate de Orgãos, 2010; Predadores, 2010; O Ritual, 2011; e Elysium, 2013) e dramas indie (Cinturão Vermelho, 2008; Ensaio Sobre a Cegueira, 2008; Território Restrito, 2009; e Na Estrada, 2012). Seu próximo filme é Mate-me 3 Vezes (2014).

10. Morena Baccarin

Morena Baccarin – A carioca se mudou para Nova York aos 10 anos de idade e constituiu carreira desde cedo, com muitas chances na TV. Participou das séries Firefly (2002~2003), Still Life (2003~2004), The OC: Um estranho no Paraíso (2003~2007), Stargate SG-1 (1997~2007), Heartland (2007~), V: Visitantes (2009~2011), Homeland (2011~), O Mentalista (2008~) e Gotham (2014~). No cinema, ganhou espaço aos poucos com Serenity: A Luta Pelo Amanhã (2005) e vem aí com as surperproduções A Espiã que Sabia de Menos (2015) e o vindouro Deadpool (2016).

11. Marcio Garcia e Juliana Paes

Márcio Garcia e Juliana Paes – Ator e apresentador limitado, fez uma ponta em 12 Horas Até o Amanhecer (2006). Atrás das câmeras, já dirigiu duas fitas pequenas nos EUA. O drama familiar Angie (2013), com Andy Garcia e a filha de brasileiros Camilla Belle, e com pontas de Cristiane Torloni e Carol Castro. Já a comédia romântica Amor por Acaso (2010), com o Superman da TV, Dean Cain, traz a também brasileira Juliana Paes como protagonista.

13. Fernanda Andrade

Fernanda Andrade – Depois de várias pequenas participações em séries de TV, estrelou o horror de sucesso Filha do Mal (2012). Contudo, sua carreira segue na mesma, com pontas na televisão.

12. Wagner Moura

Wagner Moura – Estreou com um pequeno papel em Sabor da Paixão (2000), ao lado de Murilo Benício e Penélope Cruz. Ganhou repercussão ao interpretar Capitão Nascimento no vencedor do Urso de Ouro em Berlim Tropa de Elite (2007) e em sua continuação (Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro, 2010). Foi um bom coadjuvante em sua estreia na superprodução Elisyum (2013) – ao lado de Alice Braga e de Matt Damon e Jodie Foster – e foi dirigido por Stephen Daldry na produção internacional Trash: A Esperança Vem do Lixo (2014). Está filmando a série da Netflix Narcos (2015), em que será Pablo Escobar, dirigido pelo brasileiro José Padilha.

14. Rebecca da Costa

Rebecca da Costa – Dona de pequenos papéis em fitas inexpressivas, co-estrelou Sete Almas (2012) – ao lado de Val Kilmer. Já em Profissão de Risco (2014), tem papel de destaque com John Cusack e Robert De Niro.

15. Gero Camilo

Gero Camilo fez um dos sequestradores de Chamas da Vingança (2004), dirigido por Tony Scott e com Denzel Washington, Christopher Walken e Mickey Rourke.

Diretores

Walter Salles – Diretor do vencedor do Urso de Ouro em Berlim, Globo de Ouro de filme estrangeiro e indicado ao Oscar Central do Brasil (1998), assinou a produção interncional Diários de Motocicleta (2004), com Gabriel Garcia Bernal. Escalado para o remake do horror japonês de Água Negra (2005), não concordou com a versão final do estúdio, que o deixou de fora do corte final da produção. Assinou um segmento de Paris, Te Amo (2006) e voltou ao mercado americano, com o independente Na Estrada (2012), com Kristen Stewart, Viggo Mortensen, Garrett Hedlum, Sam Riley, Kirsten Dunst e Alice Braga.

Walter Salles

Fernando Meirelles – Indicado ao Oscar de melhor direção por Cidade de Deus (2002), dirigiu a produção internacional O Jardineiro Fiel (2005), indicado ao Globo de Ouro de melhor filme e direção. A fita deu à Rachel Weisz o Oscar de atriz coadjuvante. Em seguida assinou a controversa adaptação de Ensaio Sobre a Cegueira (2008), com um grande elenco, que incluiu Julianne Moore, Alice Braga, Mark Ruffalo, Gael Garcia Bernal e Danny Glover. Em 2011 dirigiu 360, com Anthoy Hopkins, Jude Law, Rachel Weisz, Ben Foster e a brasileira Maria Flor.

Fernando Meirelles

Carlos Saldanha – Diretor de animação formado em NY, foi indicado ao Oscar pelo curta Aventura Perdida de Scrat (2002). Co-dirigiu A Era do Gelo (2002) e Robôs (2005). É diretor dos sucessos A Era do Gelo 2 (2006), A Era do Gelo 3 (2009), Rio 1 (2011) e sua continuação (2014). Seu próximo projeto é A História de Ferdinand, previsto para 2017.

Carlos Saldanha

José Padilha – Após o sucesso de bilheteria no Brasil, o Urso de Ouro em Berlim e a repercussão internacional de Tropa de Elite 1 e 2, foi escalado pela MGM para o remake de Robocop (2014). Para a Netflix filma a história de Pablo Escobar na série Narcos (2015), com Wagner Moura.

José Padilha

Heitor Dhalia – E solo americano assinou o fracasso 12 Horas (2012), suspense com Amanda Seyfried. E nada mais por lá. Voltou ao Brasil e assinou Serra Pelada (2013).

Heitor Dhalia

Mais?

Bruna Marquezine está escalada para um papel secundário em Breaking Through, a ser filmado em 2015 por John Swetnam. E para quem sentiu falta de Giselle Itiê (Os Mercenários, 2010), ela nasceu no México. Camille Belle (10.000 AC) e Jordana Brewster (Velozes & Furiosos), ambas são filhas de brasileiras, mas não nasceram aqui. E Carmem Miranda? Bem, ela é portuguesa, apesar da identificação com o Brasil ser histórica.