Descubra 30 curiosidades nos 30 anos de “De Volta para o Futuro”

 

1. A aventura de ficção científica estreou em 3 de julho de 1985, em cerca de 1.200 cinemas nos EUA. Só chegou ao Brasil no dia 29 de dezembro do mesmo ano, quase seis meses depois.

2. A obra estava originalmente agendado para estrear em maio de 1985. Depois das filmagens, o filme foi adiado para agosto do mesmo ano. Porém depois de uma exibição teste altamente positiva, os produtores decidiram mudar a data de lançamento para 3 de julho de 1985.

3. A produção custou U$ 19 milhões, considerado relativamente alto para os padrões de 1985.

4. Após a estreia, a fita passou 11 semanas como número um nas bilheterias americanas.

5. Ao final de sua temporada, o filme arrecadou US$ 210,6 milhões na América do Norte e outros US$ 170,5 milhões em outros territórios. O total mundial fechou em US$ 381.109.762 milhões, e foi o filme de maior arrecadação daquele ano.

6. Steven Spielberg é o produtor executivo do filme.

7. Todo mundo associa o filme à assinatura da produção de Steven Spielberg, mas a direção da aventura é de Robert Zemeckis – também co-autor do roteiro original, assinado em parceria com Bob Gale.

8. Michael J. Fox sempre foi a primeira escolha para o papel de Marty McFly. Contudo seus compromissos com a série de TV Caras e Caretas (Family Ties/Fox), o impediram de aceitar. Outros nomes vinculados foram Ralph Macchio e C. Thomas Howell, mas a próxima escolha de Zemeckis foi Eric Stoltz, que ficou com o papel de protagonista.

9. Porém, depois de quatro semanas de filmagens, Zemeckis estava certo que havia sido um erro. Spielberg explicou que Zemeckis achou que Eric Stoltz não era muito engraçado e que ele havia feito uma “incrível interpretação dramática” e não convencera como um adolescente nas telas.

Eric Stoltz filmou 20% do filme (Foto: Universal)

10. Zemmeckis e Spielberg insistiram em ter a primeira escolha de volta, mas Michael J. Fox teria de conciliar as gravações da série de TV com a produção. Durante os dias de semana consistia nas gravações de Caras e Caretas/Family Ties durante o dia, e De Volta Para o Futuro das 18:30 até às 2:30 da manhã. Ele tinha uma média de cinco horas de sono durante cada dia. Nas sextas-feiras, ele filmava das 22:00 até às 6:00 ou 7:00, e depois ia gravar as cenas exteriores durante o fim de semana, já que esse era o único momento em que ele estava disponível durante o dia.

11. A refilmagem das cenas com Michael J. Fox custaram mais US$ 3 milhões ao orçamento final.

12. Quando volta para 1955, Marty McFly (Michael J. Fox) tem um encontro inesperado com sua mãe, que ao ver suas cuecas com o nome de Calvin Klein, acredita que seja seu nome. McFly acaba assumindo Calvin Klein como codinome, que já era um ícone da moda nos anos 80.

13. A máquina do tempo originalmente não era o carro DeLorean, e sim uma geladeira. A idéia foi abortada pelo temor de fazer com que crianças resolvessem ficar dentro de geladeiras por causa do filme.

14. O primeiro rascunho do roteiro foi finalizado em fevereiro de 1981, e o bicho de estimação (batizado de Einstein) do Dr. Brown não era um cachorro e sim um chimpanzé.

15. O cachorro que vemos dentro do DeLorean, na verdade é um humano fantasiado de cachorro. Apenas as cenas em close são do animal de verdade.

16. Christopher Lloyd não foi a primeira escolha para interpretar Doc Emmett Brown. O papel seria do ator John Lithgow, que recusou a proposta por causa de outros compromissos.

17. O nome completo do Doc. é Emmet Lathrop Brown e esconde alguns segredos. O som da palavra Emmett, quando invertido, é o mesmo da palavra time (que significa tempo, em inglês). Já quando as letras da palavra Lathrop são invertidas, forma-se a palavra portal (porhtal ou uma aliteração para a universal palavra portal).

18. Claudia Wells havia desistido do papel de Jennifer, pois estava com muitos compromissos em sua agenda. A atriz foi substituída por Melora Hardin. Melora não ficou com o papel pois era mais alta que Michael J. Fox. Claudia foi requisitada novamente e aceitou, por fim, o papel.

19. As filmagens se encerraram depois de 100 dias, em 20 de abril de 1985.

20. Filme concorreu à quatro Oscar: melhor roteiro original, canção original (“The Power of Love”), som e efeitos sonoros, ganhando a última categoria. No Globo de Ouro concorreu aos prêmios de melhor filme (Comédia/Musical), ator (Comédia/Musical – Michael J. Fox), roteiro e canção original (“The Power of Love”).

21. A chave para ligar o amplificador gigante, na casa do Doc. Brown, tem a inscrição CRM-114 e é uma pequena homenagem ao diretor Stanley Kubrick. “CRM” refere-se ao decodificador de mensagem do filme “Dr. Fantástico” (1964); já “114” é o número serial da exploração em Júpiter do filme “2001 – Uma Odisseia no Espaço” (1968).

22. Quando Marty McFly vai ao passado, no ano de 1955, há uma cena que mostra um cinema. Dois filmes estão em cartaz: “A Boy´s Life” e “Watch the Skies”, nomes originais dos projetos de Steven Spielberg: “E.T.” e “Contatos Imediatos de Terceiro Grau”.

23. Quando Marty McFly finge ser Darth Vader e faz uma saudação vulcana (de vida longa e próspera), a produção homenageia duas das maiores sagas de ficção científica da história do cinema: Star Wars e Star Trek, respectivamente.

Huey Lewis faz uma ponta (Foto: Universal)

24. Huey Lewis – líder da banda Huey Lewis and the News e autor das canções do filme – faz uma ponta no filme como o professor escolar que rejeita a banda de Marty por tocarem muito alto.

25. Parece, mas Michael J. Fox não toca guitarra de verdade. O supervisor musical Bones Howe contratou o professor de guitarra e músico Paul Hanson para ensinar como simular todas as suas partes de forma realista, incluindo tocá-la atrás da cabeça. O músico veterano Tim May tocou as verdadeiras partes da guitarra, com Mark Campbell fazendo o trabalho vocal em “Johnny B. Goode”.

26. Zemeckis quase cortou a sequência de “Johnny B. Goode”, já que ele achava que ela não avançava a história, porém os públicos teste amaram a cena, então ele a deixou.

27. Em 1985, era muito difícil encontrar especialistas em skate, já que o esporte não era muito popular. Assim, um dos produtores do filme foi até Venice Beach, uma praia frequentada por pessoas com hobbies inusitados. Lá ele encontrou Per Wellinder, campeão europeu de skate, que se tornou um dos dublês de Michael J. Fox.

28. Robert Zemeckis ganhou o Oscar de melhor filme e diretor por Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994).

29. De Volta Para o Futuro outras duas continuações, em 1989 (De Volta Para o Futuro II) e 1990 (De Volta Para o Futuro III), gravadas simultaneamente, totalizando uma trilogia.

30. Depois de 30 anos, De Volta Para o Futuro mantém uma avaliação positiva de 96%, com 71 críticas cadastradas, sendo 68 positivas e três negativas, com uma nota média de 8.7/10.