David Bowie é tema de mostra de cinema na CAIXA Cultural Fortaleza

A CAIXA Cultural de Fortaleza apresenta, entre os dias 10 e 14 de janeiro de 2018, a mostra itinerante de cinema O Homem que Caiu na Terra, que já passou pelo Rio de Janeiro e ainda seguirá para Curitiba. Cantor, compositor, multi-instrumentista, produtor, pintor, mímico, ator de cinema e teatro, David Bowie é um dos artistas pop mais influentes de todos os tempos, cujo trabalho marcou não apenas a música, mas também a moda, o comportamento e o cinema.

Bowie escreveu roteiros, dirigiu videoclipes, assinou trilhas sonoras e atuou em dezenas de filmes e programas de TV em seus mais de 40 anos de carreira. Esse período de quase meio século da cultura pop é percorrido na programação da mostra O Homem que Caiu na Terra, que reúne 17 filmes de ficção provocadores e com música de primeira qualidade, em curta, média e longa duração.

Basquiat: Traços de Uma Vida (1995)

O biógrafo David Buckley escreveu que “a essência da contribuição de Bowie à música popular se deve a sua notável capacidade de analisar e selecionar as ideias que estão de fora do mainstream da arte, da literatura, do teatro e do cinema, e trazê-las para dentro”. Assim, além do talento musical, a habilidade para combinar artes diversas e a característica teatral marcante do trabalho de Bowie ressignificaram o rock e a música pop, de forma inovadora e sensual – além de terem trazido prestígio, reconhecimento e independência ao músico como ator.

Os 17 títulos apresentados englobam desde clássicos como o longa-metragem que dá nome à mostra, O Homem que Caiu na Terra (1976), até obras mais obscuras, como curtas-metragens nos quais Bowie atuou nos anos 1960 e 1970, e também três filmes infantis.

CHRISTIANE F.

Entre os destaques, estão os sucessos de público como Labirinto – A magia do tempo (1986) e Eu, Christiane F., 13 anos, drogada e prostituída (1981); e o clássico cult de David Lynch, Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer (1992); além de curtas-metragens raros, como The Image (1969), que é o primeiro filme da carreira de Bowie nas telas, e dois outros com atuação e roteiro de David Bowie, Pierrot in Turquoise or The Looking Glass Murders (1970) e Jazzin’ for Blue Jean (1984).

O precioso filme Fome de Viver (1983) de Tony Scott, que reúne David Bowie, Catherine Deneuve e Susan Sarandon no elenco, conta com legendagem descritiva para deficientes auditivos em sua exibição.

Ciclo de ideias

“Estou usando o rock’n’roll como um meio, acho que ele nunca foi bem representado. Quero que seja o instigador de novas ideias para que as pessoas tenham novas perspectivas. Eu sempre quis ser esse tipo de catalisador”, disse Bowie no documentário “David Bowie: Five Years in the Making of an Icon”. A sua contribuição na formação da cultura contemporânea também é abordada na mostra por meio de um “ciclo de ideias”, com debates e oficinas que exploram temáticas relacionadas aos filmes apresentados.

Em Fortaleza, os debates com participação dos convidados Ari Areia, Cadu Bezerra e Helena Vieira abordam diferentes aspectos sobre orientação sexual e liberdade de gênero, tendo sempre como ponto de partida a obra de Bowie. Já a oficina prática com Fran Pimentel (UVA) investiga os elementos mais marcantes da identidade visual de Bowie, para criar maquiagens e figurinos com os participantes. Essa programação paralela é gratuita (por ordem de chegada, sujeito à lotação do teatro), e os debates contam com tradução simultânea em LIBRAS.

TWIN PEAKS: Os Últimos Dias de Laura Palmer (1992)

Programação

Quarta-feira – 10 de janeiro

14h00 – Basquiat: Traços de Uma Vida – Classificação: 18 anos

16h00 – A Última Tentação de Cristo – Classificação: 14 anos

19h00 – Sessão de Abertura – O Homem que Caiu na Terra – Classificação: 14 anos

Quinta-feira – 11 de janeiro

14h00 – Apenas um Gigolô – Classificação: 14 anos

16h00 – Furyo, Em Nome da Honra – Classificação: 14 anos

19h00 – Atividades Paralelas: Ciclo de debates sobre gênero e sexualidade – Tema 1 – A quebra contemporânea da divisão binária dos papéis sexuais

Sexta-feira – 12 de janeiro

14h00 – Absolute Beginners – Classificação: 14 anos

16h00 – Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída – Classificação: 18 anos

19h00 – Atividades Paralelas – Ciclo de debates sobre gênero e sexualidade – Tema 2 – Na contramão do conservadorismo: direito ao corpo e à liberdade de expressão sexual

O Grande Truque

Sábado – 13 de janeiro

10h00 – Atividades Paralelas – Oficina de maquiagem criativa e figurino – Oficineiro: Profa. Fran Pimentel

14h00 – Arthur e os Minimoys – Classificação: Livre

16h00 – Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer – Classificação: 18 anos

19h00 – O Grande Truque – Classificação: 14 anos

Domingo – 14 de janeiro

14h00 – Labirinto – A Magia do Tempo – Classificação: 12 anos

16h00 – The Snowman; (Livre)

The Image; (18 anos)

Pierrot in Turquoise or The Looking Glass Murders; (18 anos)

Jazzin’ for Blue Jean; (12 anos)

Empty; (18 anos)

19h00 – Fome de Viver – Classificação: 14 anos

Fome de Viver

Serviço:

Cinema: Mostra O Homem que Caiu na Terra | Local: CAIXA Cultural Fortaleza | Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema | Datas: de 10 a 14 de janeiro de 2018 | Horários: Consultar programação | Classificação indicativa: ver indicação de cada filme | Ingressos: Valores R$ 4,00 (inteira) R$ 2,00 (meia)

Informações: Vendas com 1h de antecedência na bilheteria do local, sujeito à lotação do teatro | Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais | Serviço de manobrista gratuito no local na sessão de abertura | Paraciclo disponível no pátio interno | Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza: (85) 3453-2770