Com um elenco interessante, “Risco Imediato” é um filme morno

Risco Imediato (Good People, 2014) de Henrik Ruben Genz

O filme: após herdarem uma casa em Londres, Tom (James Franco) e Anna (Kate Hudson) deixam os Estados Unidos e se mudam para a cidade. Devido à dificuldade de Tom em conseguir um bom emprego, eles logo passam por problemas financeiros que os ameaçam de despejo. Para minimizar a situação, resolvem alugar um quarto no andar de baixo para Ben Tuttle (Francis Magee).

Só que, três meses depois, Ben aparece morto devido a uma overdose de heroína. Após a polícia ir ao local, Tom encontra uma maleta repleta de dinheiro. Não demora muito para que o casal utilize o dinheiro para pagar dívidas e realizar seus sonhos, o que desperta a atenção do policial John Halden (Tom Wilkinson) e também de dois traficantes, um que é o dono do tal dinheiro e outro que sofreu um grande golpe.

Porque assistir: o elenco chama bastante atenção. O casal principal é formado por James Franco e Kate Hudson. Franco concorreu ao Oscar de melhor ator por 127 Horas (2010). E Hudson é a eterna namoradinha de Como Perder um Homem em 10 Dias (2003) e indicada ao Oscar de coadjuvante pelo genial Quase Famosos (2000).

Do lado da lei, Tom Wilkinson é o competente veterano, que concorreu ao Oscar duas vezes – coadjuvante por Conduta de Risco (2007) e melhor ator por Entre Quatro Paredes (2001). Completando o elenco, o carismático Omar Sy faz um traficante perigoso, mas que será para sempre lembrado pelo doce papel no delicioso Intocáveis (2011).

Melhores momentos: o filme abre com uma ação em que o suspense com violência parece que vai dar o tom. Na sequência onde nada se vê dentro de uma boate, é gerada uma certa angústia, com apenas o estampidos dos tiros truando. No final uma assassinato covarde e o código entre ladrões é rompido.

Porém fica somente na promessa. Sem tensão, e nada de novo no front.

O melhor do filme é o papel do veterano investigado feito por Tom Wilkinson, ainda com alguma dignidade. Omar Sy vai bem como um vilão escroto, porém, aparece muito pouco.

Mas há um ponto positivo. Pelo menos o filme é curtinho, com menos de 90 minutos.

Pontos fracos: o casal central não apresenta química suficiente para que haja torcida por seu sucesso; A historinha é previsível, e nem adianta esperar, pois surpresa é a última coisa que irá encontrar aqui; O ritmo é morno e meio, e nem a tensão final consegue fazer o nível crescer além do banal.

Na prateleira da sua casa: disponível em DVD, Blu-ray e Cópia Digital pela Califórnia, a fita oferece quase nada de emoção. Chama atenção pelo grande elenco (James Franco, Kate Hudson, Tom Wilkinson e Omar Sy) e pode agradar quem se contenta com uma história batida e alguma violência.