Cineasta promove estreia independente e curso de cinema em Porto Alegre

Da produção, ao processo de distribuição totalmente independente, Errante – Um Filme de Encontros (Idem, Brasil, 2015) ganha data de estreia em Porto Alegre: quinta-feira, 1º de setembro.

Produção nacional, a obra experimental tem direção, produção, fotografia e som de Gustavo Spolidoro, e estará em cartaz na Sala PF Gastal, às 19h, seguido de um debate com o realizador.

A trama segue o diretor e a câmera, que vão ao encontro do inesperado. Guiado pelo acaso, o diretor partiu da primeira imagem ao despertar em uma manhã de carnaval e seguiu por cinco dias ao sabor dos encontros.

“Sempre buscando exibir o filme acompanhado do curso, pois a realização individual é uma realidade num mundo aonde a câmera está no bolso das calças”, destaca o cineasta (e multi-função) Spolidoro.

“Cinema de uma pessoa só”

O curso acontece em conjunto com a exibição do longa Errante. A primeira edição será realizada de 06 a 08 de setembro, das 18h às 21h, na Cinemateca Capitólio, Porto Alegre, com vagas limitadas. Inscrições gratuitas através do e-mail [email protected]

O curso

Em 1948, o teórico Alexandre Astruc previu que um dia as câmeras estariam no bolso direito das calças. Essa hora chegou. Cabe a nós tirá-las do bolso e fazer filmes. O curso Cinema de Uma Pessoa Só é um desdobramento do trabalho de mestrado do cineasta e professor da PUC, Gustavo Spolidoro e pretende abordar, de forma teórica (mas com intuito prático), os diversos cinemas de uma pessoa só, desde a pré-história do cinema até os dias de hoje, aonde todos somos potenciais cineastas.

 

Contato/inscrição: [email protected]

Após Porto Alegre, o filme e o curso seguem para Belo Horizonte, no SESC PALLADIUM, de 08 a 14/09, e depois ganha o Brasil

Gustavo Spolidoro

É diretor dos longas “Ainda Orangotangos” (2007), “Errante – Um filme de encontros” (2016), “Morro do Céu” (2009) e “Gigante – Como o Inter Conquistou o Mundo” (2007) e do episódio “Nascente”, do longa “5 X Chico – O Velho e Sua Gente” (2015). Esteve em festivais como Berlim, Rotterdam, Sundance, AFI e recebeu mais de 70 prêmios por seus longas e curtas como “Velinhas” (1998), “Outros” (2000), “Início do Fim” (2005) e “De Volta ao Quarto 666” (2008). Dirigiu a série ERNESTO – O EXTERMINADOR DE SERES MONSTRUOSOS (2016). Dirigirá em 2016 as séries A VELHA HISTÓRIA DO MEU AMIGO NOVO e FORMIGAS. É Mestre e Professor de Cinema da PUC/RS e Coordenador de Curadoria do Cine Esquema Novo.

'