Brad Pitt lidera pelotão em tanque na II Guerra Mundial no ótimo “Corações de Ferro”

Corações de Ferro (Fury, 2014) de de David Ayer

O filme: durante o final da Segunda Guerra Mundial, um grupo de cinco soldados americanos é encarregado de atacar os nazistas dentro da própria Alemanha. Apesar de estarem em quantidade inferior e terem poucas armas, eles são liderados pelo enfurecido Wardaddy (Brad Pitt), sargento que pretende levá-los à vitória, enquanto ensina o novato Norman (Logan Lerman) a lutar.

Porque assistir: filmes sobre a II Guerra Mundial são muitos, mas especificamente sobre um pelotão de um tanque de guerra, não. Com uma história fora do escopo comum, a trama de Corações de Ferro avança com a dureza necessária.

Quem lidera o pelotão e o elenco é Brad Pitt, indicado ao Oscar por O Curioso Caso de Benjamim Button e vencedor da estatueta de melhor filme como o produtor de 12 Anos de Escravidão (2013). Com muito carisma, ele interpreta o enfurecido Wardaddy, em uma atuação que varia entre o bruto e o contida de maneira perfeita.

No elenco, um bom conjunto de talentos e algum encanto. Shia LaBeouf (de Ninfomaníaca e Transformers), Logan Lerman (de Ligados Pelo Amor), Michael Peña (de Torrês Gêmeas, e que já trabalhou com o diretor em Marcados para Morrer), Jon Bernthal (de O Lobo de Wall Street), Jason Isaacs e Scott Eastwood.

A direção e roteiro é assinado por David Ayer, roteirista de Velozes e Furiosos (2001), Dia de Treinamento (2001) e SWAT: Comando Especial (2003), e diretor também de Tempos de Violência (2005), Os Reis da Rua (2008), Marcados Para Morrer (2012) e Sabotagem (2014). Contudo, seu projeto mais esperado é o próximo, a adaptação de HQ Esquadrão Suicida (2016).

Melhores momentos: o momento de paz e amor entre os conflitos, quando Brad Pitt e Logan Lerman tentam fazer uma refeição, atrapalhado pelo restante de seu pelotão, é sensível e bonito;

O confronto final entre os tanques americanos e alemães é incrível, e principalmente, a entrega final do pelotão comandado por Brad Pitt, tenso e com muita emoção contida nas imagens, para provar que os ideais são pacíficos, mas a história é violenta.

Pontos fracos: o filme é ótimo, mas se o diretor fosse um pouquinho melhor, seria uma obra for a de série. Em algumas sequências de guerra, a câmera se perde no meio dos embates de ferro e sangue.

Na prateleira da sua casa: para quem comprar o filme digital, há extras exclusivos: 50 minutos de cenas deletadas e estendidas; Extra exclusivo para clientes iTunes “Heart of Fury”; Galeria de fotos; + quatro extras adicionais. Extras no Blu-ray 4k, há bônus exclusivos: especial “Irmãos de sangue”- elenco e equipe discutem seus papéis e dinâmica no set; cenas excluídas; Featurettes; galeria. Extras do DVD bônus: especial Irmãos de sangue”- elenco e equipe discutem seus papéis e dinâmica no set.

A produção já está disponível para venda e locação antecipada em Filme Digital HD a partir do dia 7 de maio, noiTunes, com extras exclusivos, e nas lojas Google, PSN, Xbox Live, Sky, NET, Vivo Play e Oi e em Blu-ray e DVD, no dia 3 de junho, pela Fox-Sony Pictures Home Entertainment.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *