Warner lança versão estendida de ‘Atração Perigosa’ (The Town, 2010)

Atração Perigosa - Edição Estendida (FOTO: Warner)
Atração Perigosa – Edição Estendida (FOTO: Warner)

Atração Perigosa (The Town, 2010) de Ben Affleck

O filme: a trama apresenta um grupo de assaltantes de bancos, com planos arquitetados por Ben Affleck, mas sem usar a violência. Bem, exceto pelo encrenqueiro interpretado pelo ótimo Jeremy Renner (merecida indicação ao Oscar 2011 de coadjuvante). As coisas vão bem, até seu líder (Affleck) se aproximar demais da gerente (Rebecca Hall) de um dos banco assaltados.

Porque assistir: Ben Affleck ganhou o Oscar de roteiro original (ao lado de Matt Damon) por Gênio Indomável (1997). Virou astro, alternou sucessos e fracassos de bilheteria com filmes medianos. Mas em 2007 surpreendeu meio mundo ao adaptar e dirigir o ótimo Medo da Verdade. E com The Town mantém a mesma categoria, e prova com mais uma trama policial que se passa em Boston, que atrás das câmeras ele é muito, mas muito mais talentoso que atuando.

Não deixe se enganar por esse título horroroso, Atração Perigosa é um ótimo policial (e não ação), e mesmo inferior, tem o estilo de Fogo Contra Fogo (1995) e Os Infiltrados (2006). Violento, inteligente, com um elenco tinindo e uma boa história muito bem conduzida por um Ben Affleck diretor de cinema, são as qualidades que o fazem ser imperdível.

Melhores momentos: os assaltos tensos e meio; o envolvimento cadenciado de Affleck-Hall; a perseguição final ao “vilão” da trama – Jeremy Renner.

Pontos fracos: melhor ator no Festival de Veneza por Hollywoodland – Bastidores da Fama (2006), Affleck é um ator esforçado, e aqui atinge seu limite.

Na prateleira da sua casa: a talentosa Rebecca Hall (indicada ao Globo de Ouro de atriz-comédia por Vicky Cristina Barcelona, 2008) é uma delícia, em todos os sentidos. Elenco de apoio inspirado, com uma surpreendente Blake Lively como a insinuante Krista.

Os veteranos dão show. Pete Postlethwaite (indicado ao Oscar de coadjuvante por Em Nome do Pai – 1993 – em seu último longa) como o florista, chefão por trás dos roubos, e Chris Cooper, o ladrão pai, na penitenciária, ambos com poucas, mas marcantes cenas. Jon Hamm (vencedor do Globo de Ouro de ator em série de TV dramática por Mad Men, 2007) é o obstinado agente do FBI à procura dos assaltantes, em atuação segura, firme.

Um dos melhores filmes de 2010, o policial traz uma trama com  fotografia meio cinza, com pouca cor, e clima gelado, que externam as relações desnorteadas dos personagens. Além da versão de cinema (com 125 minutos), a Warner lançou também sua versão estendida (com 150 minutos) em Blu-ray.

Termo vetor - segunda versão - DEITADA - 9