Aprenda a falar ‘cearensês’ com o filme ‘Cine Holliúdy’

Você sabe falar ‘cearensês’?

Bem, se ainda não sabe, é melhor aprender (e se divertir). Vem aí o filme “Cine Holliúdy”, escrito, dirigido e produzido por Halder Gomes que promete muitas risadas nos cinemas.

Muitas mesmo. É porque será a primeira vez que um filme nacional terá legendas! Isso mesmo. Falado em ‘cearensês’, a comédia é a versão em longa-metragem do premiado curta “Cine Holiúdy – O Astista Contra o Caba do Mal“.

Anote na sua agenda, a típica molecagem cearense “Cine Holliúdy” estreia nos cinemas no próximo dia 9 de agosto, sexta-feira. E por isso vamos apresentar um pequeno glossário de ‘cearencês’.

Curta, divirta-se e IEIIIIII!

Aí dento – resposta a qualquer provocação;

Abestado – apalermado, imbecil, idiota, estúpido. Pessoa que não entende de nada. Em notória alusão ao animal, ou seja, uma besta;

Alfinin – espécie de rapadura;

Ande Tonha! – yesssssss!;

Arre égua! – interjeição que pode significar qualquer coisa a depender do tom de voz e da ocasião (alegria, irritação…);

Baitola – gay.  História: a palavra tem origem na construção da primeira estrada de ferro do ceará. O chefe da obra era um engenheiro inglês, com um jeito afeminado, que repetia “atenção para a baitola” se referindo a bitola;

Biloto – botão;

Cangapé – chute rodado;

Catrevage – coisa velha;

Cu do mundo – lugar muito distante;

Diabéiss? – que diabo é isso? Que é isso? Expressão, debochada, de espanto; Aplicação: “diabéiss menina, que saia curta é essa?”;

Ispilicute – do inglês “she’s pretty cute”. Engraçadinha, mulher muito faceira;

Macho ou macho réi – cara, amigo. Aplicação: “olá macho réi!”

Meuzóvo – expressão de discórdia. Sinônimo: “uma ova”; Aplicação: “Juca é um político honesto — honesto meuzóvo!”;

Ôi da goiaba – terminal do tubo digestivo;

Mói de chifre (ou chífi) – corno;

Tira a macaúba da boca! – quando alguém fala de forma ininteligível você diz isso para ela;

Indarrai – palavra indiana, ainda inédita na Índia, que sugere uma nova tentativa a quem acabou de se estrepar. Adaptação rápida de “ainda vai?”

Mah – contração pra macho. Usado em qualquer conversa entre homens pra começar e terminar qualquer frase.

Dar o prego – (no infinitivo) – quebrar, desmantelar, pifar. Aplicação: “o carro deu o prego”.

Coisar – verbo que serve como substituto daquele que a pessoa esquece ou não quer, exatamente, usar. Aplicação: “acho que essa menina tá coisando com o namorado!…”; “Acho que este leite tá coisado (estragado)!”; “Mulher que não sabe coisar acaba perdendo o marido!…”;

Coisativo – do verbo coisar. (Ver significado anterior);

Lerowhite – lero,lero, em inglês. Quer dizer, em cearensês;

Joiado – algo muito bom, bacana;

Amufinado – murcho, triste, sem vontade pra nada;

Se amostrar – se exibir para os outros;

Chibata – chicote. Também uma alusão ao órgão sexual masculino;

Peristônio – órgão próximo da pleura central da peridural;

Pegar o bêco – sair fora;

Sola no espinhaço – pêia muita; 

Mão de pêia – cobrir de porrada;

Amilton Melo – um dos maiores craques do futebol cearense;

Do tempo que o King Kong era soim – algo muito antigo;

Franga de urubu – coisa muito feia. Um assombro;

Mais invocado do que corrida de pato! – algo pra lá de impressionante;

Frogoió – mulher ruiva;

Pirangueiro – sujeito folgado que quer tudo de graça;

Ruma – um monte de qualquer coisa;

Ieiiii – vaia cearense, mas que pode funcionar como um grito de alegria ou escárnio.

Confira aqui o trailer de “Cine Holliúdy”:

“Cine Holliúdy” retrata de forma hilária, romântica, lúdica e nostálgica as exibições mambembes de cinema no interior do Ceará, na década de 70, período em que a popularização da TV iniciava a sentença final aos cinemas nas pequenas cidades.

No elenco, uma eclética combinação de atores locais, nacionais e internacionais. Estrelado pelo ator revelação Edmilson Filho (como Francisglaydisson), Miriam Freeland, Roberto Bomtempo, Rainer Cadete, João Netto, Karla Karenina, Jorge Ritchie, Falcão, Rambú Coti, Ari Shelock, Haroldo Guimarães, Fernanda Callou, com participações especiaais do cantor Marcio Greyck, Fiorella Mattheis (sua estreia no cinema) e a atriz internacional, Angeles Woo (filha do diretor chinês, John Woo).

'