15 remakes que fracassaram nas bilheterias

[tribuna-veja-tambem id=”9240″ align=”alignleft”]Refazer uma obra é sempre um risco. Mas para os produtores de Hollywood, refazer algo que já é conhecido do público vira uma vantagem. É a política do menor esforço em promover um filme, se apropria da memória afetiva do espectador e recicla fórmulas e personagens já existentes. Há alguns acertos críticos e sucessos de público, mas a lista da vez é desapontadora.

O último a estrear e fracassar é o novo Quarteto Fantástico (Fantastic Four, 2015). Assinado por um diretor que vinha de um sucesso surpresa (Josh Trank) e cercado de expectativas quanto em refazer o caminho dos heróis da Marvel, a aventura padeceu do mal do estúdio. Desesperado em tornar a história mais ágil, menos ambiciosa ou sombria. Custou cerca de US$ 120 milhões e arrecadou vergonhosos US$ 55 milhões nos EUA. Nem sua bilheteria ao redor do globo salvam do desastre (US$ 93,5 milhões).

E assim como o fracasso da Marvel puxando a lista, o Tribuna do Ceará reuniu 15 remakes que, além de serem ruins, também fracassaram nas bilheterias.

[tribuna-saiba-mais id=”9242″ align=”aligncenter”]