11 filmes para o Dia dos Pais

2_filhos_francisco
“2 Filhos de Francisco” (FOTO: Sony/divulgação)

10. Os 2 Filhos de Francisco (Idem, Brasil, 2005) de Breno Silveira. Francisco (Ângelo Antônio), lavrador do interior de Goiás, tem um sonho aparentemente impossível: transformar dois de seus nove filhos numa famosa dupla sertaneja. Morando numa casinha em meio ao nada e horas distante do vilarejo mais próximo, ele não mede esforços neste caminho. Trata da voz dos filhos com ovos crus e insere na rotina musical dos meninos um acordeão e um violão.

honey
“Querida, Encolhi as Crianças” (FOTO: Disney/divulgação)
a procura da felicidade
“A Procura da Felicidade” (FOTO: Sony/divulgação)

9. Querida, Encolhi as Crianças (Honey, I Shrunk the Kids, EUA, 1989) de Joe Johnston. Wayne (Rick Moranis) é um cientista desastrado, capaz de criar as coisas muito estranhas. Ao construir uma máquina redutora, ele encolhe acidentalmente os seus filhos e os do vizinho ao tamanho de insetos, transformando o jardim da sua casa em uma grande aventura.

8. À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happyness, EUA, 2006) de Gabrielle Mucino. Um vendedor de porta em porta assume a custódia de seu filho quando ele está prestes a começar um empreendimento profissional de mudança de vida. Drama baseado numa história real que traz Will Smih e seu filho, Jadden Smith como pai e filho também na tela.

GigantesDeAço
“Gigantes de Aço” (FOTO: Dreamworks/divulgação)

7. Gigantes de Aço (Real Steel, EUA, 2011) de Shawn Levy. Aventura ambientada num futuro próximo, época em que a competição violenta entre robôs gigantes é considerada o esporte favorito das pessoas. Quando o ex-boxeador falido Charlie (Hugh Jackman) encontra um robô que foi descartado há muitos anos, resgata a esperança de tornar-se campeão. Durante sua escalada para o sucesso, Charlie descobre que tem um filho de 11 anos, Max (Dakota Goyo), que sempre sonhou conhecê-lo.

tresvezes
Três Vezes Amor (FOTO: Universal/divulgação)

6. Três Vezes Amor (Definitely, Maybe, EUA, 2008) de Adam Brooks. Will (Ryan Reynolds) é um pai solteiro e um dia é surpreendido pela curiosidade da filha, que insiste em saber como ele conheceu sua mãe. Ele fala sobre seu envolvimento com três mulheres – Summer, Emily e April – e a garota tenta descobrir qual delas é a sua mãe. Decidida a fazer com que seus pais voltem a viver juntos, a menina o incentiva a encontrar suas antigas namoradas. Ao longo da conversa, ele percebe que ainda pode ser feliz.

gonzaga
Gonzaga: de pai pra filho (FOTO: Globo Filmes/divulgação)
A vida é bela
“A Vida É Bela” (FOTO: Paris Filmes/divulgação)

5. Gonzaga – De pai para filho (Idem, Brasil, 2012) de Breno Silveira. Drama (duplamente) biográfico das (belíssimas) histórias de Luiz Gonzaga, o rei do baião, e seu filho, o poeta politizado que transformava dor em canções, Gonzaguinha. Histórias tão diferentes, mas tão iguais. Ninguém sabe quem precisa mais do outro e a carga emocional explode na alma e cristaliza em lágrimas durante a projeção.

4. A Vida é Bela (La Vita è Bella, Itália, 1998) de Roberto Benigni. Um judeu com um senso de humor maravilhoso e um otimismo acima de tudo proteger seu filho em um campo de extermínio nazista. Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, ator (Roberto Benigni) e trilha sonora.

iam sam
“Uma Lição de Amor” (FOTO: Playarte/divulgação)

3. Uma Lição de Amor (I Am Sam, EUA, 2001) de Jessie Nelson. Um homem com deficiência mental (Sean Penn) luta pela custódia de sua filha de 7 anos de idade (Dakota Fanning), e, no processo ensina sua advogada fria (Michelle Pfeiffer) o valor do amor e da família. Trilha sonora com músicas dos Beatles.

Pelle1
“Pelle, o Conquistador” (FOTO: Versátil/divulgação)

2. Pelle o Conquistador (Pelle erobreren, Suécia, 1987) de Bille August. Um barco cheio de imigrantes suecos chega à ilha dinamarquesa de Bornholm no fim do século 19. Entre eles estão Lasse e seu filho Pelle que se deslocam à Dinamarca para encontrar trabalho em uma grande fazenda, mas são tratadas como a mais baixa forma de vida. Pelle começa a falar dinamarquês, mas ainda é assediado como um estrangeiro. Mas nenhum deles quer desistir de seu sonho de encontrar uma vida melhor do que a vida que eles deixaram na Suécia.

Ladrões-de-Bicicleta
“Ladrões de Bicicleta” (FOTO: Versátil/divulgação)

1. Ladrões de Bicicletas (Ladri di Biciclette, Itália, 1948) de Vittorio de Sica. Um trabalhador humilde, Antonio Ricci (Lamberto Maggiorani), luta para sustentar a família na periferia de Roma. Com a necessidade de ter uma bicicleta para voltar a trabalhar, Ricci penhora roupas de cama para recuperá-la da penhora. Mas por descuido tem sua bicicleta furtada. Então Antonio sai junto com o filho Bruno (Enzo Staiola) para procurá-la pela cidade.

Menção Honrosa: Procurando Nemo (Finding Nemo, EUA, 2003) de Andrew Stanton e Lee Unkrich. Depois que seu filho é capturado na Grande Barreira de Corais e levado para Sydney, um peixe-palhaço tímido sai em uma jornada para trazê-lo de casa. Uma animação da Pixar/Disney encantadora, emocionante e muito divertida!

nemo
“Procurando Nemo” (FOTO: Disney/divulgação)

Outros filmes de pais e filhos: Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas (Big Fish, 2003); Campo dos Sonhos (Field of Dreams, 1989); A Árvore da Vida (The Three of Life, 2011); Kramer Vs. Kramer (Idem, 1979); Uma Babá Quase Perfeita (Mrs. Doubtfire, 1993);