10 filmes que se passam no Ceará

 

Karim Ainouiz filmou em Iguatu (Foto: arquivo pessoal)

10. As Mães de Chico Xavier (2011) de Glauber Filho e Halder Gomes
Praças da cidade, uma grande casa e até a Universidade de Fortaleza estão no filme, como um pano de fundo e não parte essencial da história.

9. Assalto ao Banco Central (2011) de Marcos Paulo
Sim, Fortaleza é cenário da história e acompanhamos cenas na Beira-Mar, no centro e até na rua da casa de onde partiu o túnel até o Banco Central. Mas de uma forma geograficamente inacreditável. Tão risível quanto o filme.

8. Área Q (2012) de Gerson Sanginitto
A dita primeira ficção científica nacional aportou com gosto de gás na região dos Monólitos de Quixadá e na cidade de Quixeramobim, para contar uma história de abdução, espiritismo e alienígenas em meio a um clima de fim do mundo.

7. Não se preocupe, nada vai dar certo (2012) de Hugo Carvana.
O Ceará vira cenário para a comédia que marcou a volta ao cinema do ator Tarcísio Meira. Podemos acompanhar a Kombi dos pilantras numa longa cena que se passa nas praias de Aracati e Fortim. Já numa pousada de luxo na beira da praia do Pontal do Maceió acontece um show de comédia do personagem de Gregório Duvivier.

6. Bella Donna (1997) de Fábio Barreto
As praias de Canoa Quebrada, em Aracati, foi um dos cenários para o romance entre um pescador e uma americana, esposa de um explorador de petróleo que aqui chegam no final dos anos 30. Destaque para a beleza das falésias e as cenas quentes nas dunas e no mar.

5. Luzia Homem (1987) de Fábio Barreto
Passado no interior do Ceará, durante uma grande seca do final dos anos 70, o drama conta a história da retirante Luzia, mulher arredia, de grande força física. Filmado em Madalena, Quixadá, na Fazenda Teotônio, Fazenda Santa Quitéria, Fazenda Massapê e Praia do Cumbuco.

4. O Cangaceiro Trapalhão (1983) de Daniel Filho
A comédia de história inspirada no cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião teve boa parte das suas sequências gravadas em Juatama, distrito de Quixadá, a 158 km de Fortaleza. Sua cena antológica é a da ‘galinha choca’ botando dos ovos de ouro.

3. A Ostra e o Vento (1997) de Walter Lima Jr.
Dunas de areias brancas, sol escaldante e ventos fortes, as praias de Jericoacoara é cenário do belo drama sobre uma garota que vive com o seu pai, responsável pela manutenção do farol de uma ilha distante. Revoltada com a possessão do pai, desenvolve uma paixão pelo vento.

2. Rânia (2012) de Roberta Marques.
O personagem título é uma garota pobre que mora na comunidade do Morro de Santa Terezinha. Seu sonho é ser bailarina, mas antes disso divide a vida entre a escola, ajudar a mãe nos afazeres, curtir a praia da beira-mar, ensaiar num estúdio de dança no Dragão do Mar e dançar na noite da Praia de Iracema.

1. O Céu de Suely (2006) de Karim Ainouiz.
Após uma temporada de insucesso em São Paulo, Hermila retorna a sua cidade natal, no interior do Ceará, em Iguatu. Com uma criança a tiracolo e à espera do namorado, pai da criança, Hermila percebe que foi abandonada. Decide tentar vida nova no Rio Grande do Sul. Sem dinheiro para a viagem, ela adota o pseudônimo de Suely, e resolve rifar o próprio corpo entre os homens da cidade.